O que é educação brandão

Brandão afirma, ainda, que não há apenas idéias opostas ou diferentes a respeito da educação e seus fins. Essa educação quando pensada em um dos meios de mudança, dentre outras práticas, é aceitável e realista. O que é educação, 33ª Ed.

Sendo assim, o ato educacional ocorre no ônibus , em casa, na igreja, na família e todos nós fazemos parte deste processo. Afinal, para que é que se aprende? E por que se inventou a educação e, depois, a escola? Já que ninguém escapa da educação, seria bom ao menos compreendê-la.

Nem sempre houve escola e nem sempre ela foi do jeito que a conhecemos. Projeto Juventude e Agroecologia. Já que ´ninguém escapa da educação ´, seria bom ao menos compreendê-la.

O que é educação brandão

Pedagogos, mestres-escola e sofistas. Educações: aprender com o índio. Acompanhatambém o processo simbólico – o que se diz, que se mostra, o que se afirma, o que se escondede consagração do valor e da necessidade de tal ordem. Coleção primeiros Passos. A educação que Roma fez, e o que ela ensina _. Ao traçar paralelos, ele nos dá a ideia de que o que ronda a educação não são apenas sua essência e seus fins, mas interesses políticos e econômicos.

Quando o trabalho e bens passam a ser divididos, começam a gerar hierarquias sociais e se afirma a comunidade. O autor reflete que as classes dominadas conseguem, mesmo dentro de limites estreitos, criar uma identidade própria, por meio de mecanismos de “resistência” contra a invasão. O autor compara a melhor imagem que se faz da educação com a imagem do oleiro que toma barro e faz o pote. As vezes a argila resiste as mãos do oleiro, mas se deixa conduzir por elas e se transforma na obra feita. A fala do poder que constitui a educação no país propõe o exercício de uma pratica idealizada.

O que é educação brandão

Ensinar e aprender, aprender e ensinar faz parte do cotidiano de todos nós que constituímos a espécie humana, seja na escola, em casa, no trabalho, na rua, com os amigos, colegas, familiares. O professor Brandão nos diz que a educação está em todo lugar, no cotidiano das pessoas e das formas mais variadas. Chamar a atenção para a questão se há uma educação ou várias educações é um pretexto para sua análise crítica. A argila que resiste às mãos do oleiro, mas que se deixa conduzir por elas a se transformar na obra feita: o adulto educado.

Hoje a educação é oferecida ao povo numa democracia que o povo, principal cliente, a educação precisa ser reinventada, fazendo com que ela faça parte da vida e do cotidiano dos alunos, incluindo ? Na educação tradicional tem-se a visão do indivíduo adulto como um indivíduo pronto e acabado. Isto é ele passa por um processo de preenchimento do saber de seu ser e sendo assim o aluno é concebido como um adulto miniaturizado em constante atualização até atingir sua fase adulta. No centro de um sistema educativo deve situar-se o ser humano a educar, num horizonte de plenitude. Neste capítulo, Brandão questiona não o que é educação , como nos outros, mas para quem ela existe. Podemos confirmar isso a partir da afirmação de C. Ele levanta a dúvida se a educação serve para o indivíduo ou a sociedade e afirma que a educação é vista como um processo de interiorização, quando o saber é de fora para dentro ou de exteriorização, de dentro para fora.

Leia este Outras Trabalho Escolar e mais 746. EDUCAÇÃO O livro fala sobre a educação , não apenas em escolas e sim abrangendo o tema e nos mostrando novas. O processo de ensino e aprendizado é intrinsecamente humano. Por isso, pode ser observado mediante o estudo de qualquer sociedade, em qualquer época da história.

Este artigo é um resumo do livro. Carlos Rodriguez Brandão. Não é correto dizer que existe um modelo ou padrão de educação , também não a aprendemos apenas na escola e, tampouco, o professor é sua única influência.

A obra de Brandão é dividida em dez capítulos, onde ele discorre sobre a história da educação , o surgimento da escola, a esperança na educação , e outros temas relacionados. Segundo o autor, ninguém pode fugir da educação. Todos nós nos envolvemos com ela, seja em qual ambiente estivermos.

Nesta, o educador invade a vida dos conquistados com as armas mais poderosas que a espada. Para os romanos, a educação é uma poderosa arma de dominação. No sexto capítulo, Brandão volta a questionar o que é educação ?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *