Educação especial na escola inclusiva

Ela favorece a diversidade na medida em que considera que todos os alunos podem ter necessidades especiais em algum momento de sua vida escolar. Para baixar o material de apoio da. A educação especial é uma educação organizada para atender especifica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais.

Educação especial na escola inclusiva

Não existem alunos sem deficiência na educação especial. Já na educação inclusiva todos os alunos com e sem deficiência tem a oportunidade de conviverem e aprenderem juntos. Mantoan chamou de cidadania global, plena, livre de preconceitos e que reconhece e valoriza as diferenças. Segundo o secretário, o trabalho de atendimento educacional especializado ocorre em todas as escolas do sistema municipal de educação , em salas de recursos multifuncionais, em que é desenvolvido um trabalho pedagógico norteado pela política nacional de educação especial , na perspectiva da educação inclusiva. Os princípios da educação inclusiva.

Como saber se uma prática pedagógica é, de fato, inclusiva ? Incluir alunos com deficincia na escola , atualmente, um dos maiores desafios educacionais. Neste propsito, faz-se necessrio que a escola crie oportunidades e tambm viabilize comunidade escolar, mais especificamente para os professores, romper com as barreiras da sala de aula regular. Para que se possa construir uma sociedade inclusiva é preciso antes de qualquer coisa, uma mudança no pensamento das pessoas e na estrutura da sociedade.

Educação especial na escola inclusiva

A perspectiva da educação inclusiva traz como premissa a prevalência de um único sistema educativo para todos, ou seja, a inclusão de. A) todo e qualquer tipo de deficiência ou alta habilidade, na escola de educação especial. B) todas as crianças com deficiências mentais e físicas, na escola de educação especial. A educação especial diz respeito a atendimento específico de pessoas com necessidades educativas especiais em instituições especializadas. A educação inclusiva tem por objetivo inserir pessoas com necessidades educacionais especiais ou não em salas de aula de escolas comuns.

As Diretrizes ampliam o caráter da educação especial para realizar o atendimento educacional especializado complementar ou suplementar a escolarização, porém, ao admitir a possibilidade de substituir o ensino regular, não potencializa a adoção de uma política de educação inclusiva na rede pública de ensino prevista no seu artigo 2º. Olha eu aqui novamente, rs, já falei isso na outra disciplina e volto a dizer nessa, mas vamos ao que nos interessa. Aula ministrada pela professora Kátia Amorim. Assim, no ponto do Capítulo I da presente Declaração é-nos apresentados os princípios da escola inclusiva , e em que se afirma que estas escolas “ devem reconhecer e satisfazer as necessidades diversas dos seus alunos, adaptando-se aos vários estilos e ritmos de aprendizagem, de modo a garantir um bom nível de educação para todos.

Esta interface, da educação regular com a educação especial , deve acontecer na escola regular, mas com sala de recursos e pessoal técnico para desenvolver ali, atividades que possam complementar o aprendizado de sala de aula. III, diz que é dever do Estado garantir o “atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com necessidades especiais, preferencialmente na rede regular de ensino”. Isso quer dizer que não é aceitável que alguém fique fora da escola por qualquer motivo. Na educação inclusiva , os espaços são adaptados para o convívio de todos, assim como os materiais utilizados nas atividades. Mas a educação inclusiva não se limita a isso.

Qual a importância da educação inclusiva ? Atualmente ela visa proporcionar condições de aprendizagem por meio da valorização das diversas formas de aprender e de compreender o mundo e de dar significados a ele. Currículo na escola inclusiva na perspectiva da educação especial , e dessa forma salientar a importância da construção curricular em uma prática de educação inclusiva significativa para discentes e docentes. Nesse sentido, a escola passou a receber diferentes grupos étnicos e sociais.

O Projeto Político Pedagógico é um instrumento necessário para a ação e transformação na escola. Para tanto, sua elaboração deve ter como ponto de partida as necessidades dos alunos, seu embasamento teórico metodológico deve está voltado para políticas educacionais e públicas. A inclusão na escola , prevista na legislação vigente, parte do princípio de que todos têm direito de acesso ao conhecimento sem nenhuma forma de discriminação, ou seja, nenhuma criança pode ter a sua matrícula negada em razão de sua deficiência ou qualquer outro motivo.

Antes disso, o sistema educativo brasileiro ainda era segmentado em duas vertentes: Escola especial : para alunos com qualquer tipo de deficiência ou transtorno, ou com altas habilidades. O que exige que a escola se organize com o objetivo de oferecer possibilidades múltiplas de aprendizagem. Não esqueça de indicar e compartilhar com seus amigos concurseiros! Dessa forma, a escola especial rece- beu novos papéis após a implementação de leis que garantem a inclusão de todos na escola regular, principalmente o de cooperar com a educação inclusiva. Educação inclusiva no Brasil.

Sabemos que a educação especial é um recurso especializado para educar e socializar todas as pessoas com necessidades especiais. O PAPEL DO PROFESSOR DO AEE NA ESCOLA E NA SALA DE SRM. Parceria com os pais – Os pais são os parceiros essenciais no processo de inclusão da criança na escola.

A escola inclusiva é uma escola integrada à sua comunidade. Ambientes educacionais flexíveis – Os ambientes educacionais têm que visar o processo ensino-aprendizagem do aluno. O problema de pesquisa aqui tratado é como se forma um professor na perspectiva da educação inclusiva.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *